domingo, 19 de junho de 2016

DESPENCOU A MÁSCARA DE CRISTINA KIRCHNER - MALAS DE DINHEIRO EM "MONASTÉRIO!"


A máscara imunda de Cristina Kirchner, a "mulher gato" (pelancuda) do crime organizado da internacional comunista da Argentina caiu nesta semana quando a Polícia Federal Argentina na cola de José López, ex-Secretário de Obras do des-governo Kirchner, pegou-o a lançar bolsas de viagem recheadas de dólares, euros, jóias e inclusive um fuzil parecido com AR-15, modelo Sig Saguer Cal 22 série XA 033368, para dentro dos muros de um "monastério!" Isso foi na madrugada do dia 14 deste mês quando havia apenas duas freiras dormindo. Não se sabe se as freiras eram cúmplices ou se José López tinha a confiança delas como um falso mantenedor que depois poderia entrar lá para uma visita costumás e assim poder recolher as bolsas para um sótano. Mesmo assim, é muito estranho que ele tivesse tal liberdade para retornar lá e apanhar e ESCONDER tantas bolsas sem antes ter tido essa liberdade concedida há muito tempo pelo tal monsenhor que lá habitou antes de morrer há dois meses.



Esse monastério que de fato é um convento (em espanhol o termo monastério é usado para ambos) está localizado em General González, tem sido utilizado pela gangue de Cristina Kirchner para guardar dinheiro roubado, daí se revela a cumplicidade de pseudo-religiosos para esconder patrimônio público roubado pela mega quadrilha de Cristina Kirchner. Daí surge uma tremenda controvérsia. O Papa atual é um traidor, mas se posiciona como contra a Cristina Kirchner por ser uma provocante, traidora, abusadora dos pobres e ladra do dinheiro público. Mas ambos são "peronistas" (comunistas seguidores do comunista Perón) e ambos são amigos dos assassinos Castro e andam de mãos atadas aos terroristas islâmicos.

O convento no qual foi detido o ex-Secretário de Obras Públicas José López, está localizado na rua Mansilla entre as ruas Batalhão Norte e Comandante Gonázlez do Bairro São Bernardo e foi o lugar de retiro do Monsenhor Rubén di Monte, arcebispo de Mercedes-Luján, que morreu faz dois meses.

No convento vivem poucas freiras (três) de idade avançada, reportou a equipe de jornalismo do jornal Télam. A madre superiora já tem 95 anos e está imóvel. 

OLHEM A HISTÓRIA!
Em diálogo com a rádio La Red (A Rede), uma freira do convento, que não se identificou, revelou detalhes da ação de López no lugar donde foi detido. "Ontem veio, estava meio louco. Nos dizia 'eu roubei dinheiro no para vir a ajudar aqui'. Quis entrar, mas o levaram preso. Eu lhes disse: "era um homem muito bom, aqui vinha uma vez ao ano e nos ajudava com algo, chá e café", relatou a mulher na entrevista. 

O tal Monsenhor Rubén di Monte era conhecido como "o bispo K" (de Kirchner) que recebeu em 2007 (o pedido de celebração) do matrimônio de Cristina e Néstor Kirchner. À sua vez, segundo o intendente (prefeito) de General Rodríguez, Miguel Darío Kubar, tanto De Vido como o ex-governador bonaerense (província de Buenos Aires) Daniel Scioli "frequentavam este lugar na época do prefeito anterior" E COMENTOU QUE "APARENTEMENTE IAM VISITAR ALGUÉM QUE RESIDIA NO MONASTÉRIO", em possível alusão ao monsenhor.

[A Língua! News]: Foi assim que o MST foi financiado e tem 19 mil dirigentes com carros das marcas Porsche, Volvo e Land Rover. 19 mil carros de luxo advindos do golpe da DESTRUIÇÃO AGRÁRIA!

Segundo o web site de notícias Urgente 24, esse monsenhor era inimigo do cardeal Jorge Mario Bergloglio, todavia ambos são peronistas e simpatizantes de Fidel. Ou seja, eles podem discordar de algumas coisas, mas andam pela contra-mão da vida.
Anger, Cristina e Di Monte.

Foto aérea do convento.

Entrada do monastério.
Zona onde José López foi preso em flagrante jogando um monte de bolsas recheadas com dólares, euros, relógios e armas.


O material apreendido pela Polícia Argentina.

La mayoría de los vecinos de General Rodríguez aseguraron a LA NACIÓN que hace aproximadamente dos meses se instaló en el frente del monasterio, donde está el portón de ingreso por el que López revoleó los bolsos con dinero, un cerco con alambres de púas. Tiene más de dos metros de altura. Se colocó, además, una extensa lona verde que impide ver hacia el interior del edificio religioso. La obra alertó a los habitantes de las casas aledañas. "¿Para qué taparon todo si es un convento? Es muy extraño", afirmó Antonio a bordo de un ciclomotor, antes de bromear con un vendedor ambulante: "Si yo lo hubiese encontrado [a López], no quedaba nada en los bolsos".
A maioria dos vizinhos de General Rodríguez asseguraram (afirmaram) ao LA NACIÓN que faz aproximadamente dois meses que foi instalada em frente do convento onde está o portão de ingreso pelo qual José López jogou as bolsas com dinheiro, uma cerca com alambres (arames) de púas (farpas - farpados). Tem máis de dois metros de altura. Também foi colocado, além disso, uma extensa lona verde que impede ver desde o interior do edifício religioso. A obra dispertou atenção dos habitantes das casas circunvizinhas. "Para quê taparam tudo se é um convento? É muito estranho", afirmou Antônio a bordo de um ciclomotor, antes de brincar com um vendedor ambulante: "Se eu o tivesse localizado [a López], não ficava nada nas bolsas".

Entrevista com o fantástico jornalista Jorge Lanata que com o seu programa dominical PPT (Periodismo Para Todos), agora apenas um boletim mensal, revelou toda sujeira terrorista dos Kirchner e assim ajudou a derrubar essa corja comunista do poder.

Nenhum comentário:

Postar um comentário